Menu
COACHING
Coaching de Mindfulness (centramento)
Fechar
Coaching

O mundo anda  tão estranho que quando a gente está em paz, a gente fica preocupado como se algo estivesse errado. Estar em paz já não é tão natural. A plenitude assusta. O silêncio pode ser assustador. E ao se deparar com esse espaço entre um pensamento e o outro, esse contato com nós mesmos, nos questionamos que espaço é esse. Quem habita nesse vácuo nos confins de minha mente… plena.

Sensação de estar meditando sem ao menos ter sentado em posição yogi. Estar em paz, sem ao menos ter conquistado algo… ou será que conquistei e não notei minha vitória? Algo comum nesses dias também… não enxergarmos quem somos, nem a história que criamos ou conquistas ao longo da jornada. Estamos tão cegos nessa rat Race (como dizem os americanos), o rato correndo na roda… Eu vou além ao arriscar que vivemos como um cavalo correndo atrás da cenoura sem enxergar a vara que a segura. Não entendemos que ao parar, a premiação continua lá: a cenoura ainda pode balançar em vir direto em nossa direção, enquanto estamos parados observando.

Parar de correr é fundamental para avaliar o caminho percorrido, apreciar o momento presente, e se enveredar pelo que está por vir. Sim. Meditar pode parecer uma pausa ou perda de tempo mas na verdade é onde você recupera o fôlego para dar voos mais altos. 

Rua Teodoro Sampaio, 352 – cj32 – Telefone: 11 3061 1398